sexta-feira, janeiro 20, 2006

O silêncio...

Choro no silêncio do meu choro. Riu-me no silêncio do meu riso. Adormeço no adormecer dos meus olhos. Acordo no despertar do telemóvel. E faço tudo a pensar em ti! Quando choro não faço barulho para não me ouvires, quando me riu não faço barulho para não me sentires, quando adormeço penso em ti para dormir a sonhar contigo, quando acordo é porque acabei de sair do sonho que acabei de ter contigo, se não acordo com este som, acordo porque acabei de sair de um sonho ao qual não sonhei contigo. A minha vida gira em torno deste amor impossível, desta distância que nos separa, desta tristeza que sentirei sempre que não estiveres comigo! MAS será que é a ti que quero? Será que és tu quem amo? Só o meu coração pode responder e agora que me sinto triste não consigo… Mas quando me sinto contente és tu! Agora diz-me… Fazes-me chorar, fazes-me rir, ajudas-me a adormecer e a acordar… Tu, Tu, Tu… Fazes-me falta e não sei porquê! Quando te vejo, quero-te abraçar, mas o meu coração impede-me de o fazer… Não sei explicar! Também quero que o faças, será isso??? Tu não compreendes, pões-te á distância e não me vês, não me ouves e não me sentes! Porquê amores impossíveis??? Porque me calha sempre a mim?! Eu só quero ser feliz! Este amor que nos “liga”, não me consegue ajudar… Não sei o que sentes e tu não sabes o que sinto… Como mostrar-to??? E como me mostras tu? O que sinto só eu sei, e o que sentes só tu sabes… Se me amas, não sei, mas se te amo não sabes… Que poderei fazer neste imenso sentimento que não sei o que é? Não é amor (acho eu), não é ódio (acho eu), não é nada! Um dia eu o saberei, mas por enquanto ajuda-me, não me deixes! Quero estar a teu lado, pois só assim saberei o que sinto! Não me deixes… Desejo-te uma amizade comigo longa acima de tudo. Com um beijo deste coração que chora, ri, adormece, acorda e sonha no silêncio de uma nota musical, sem som, como o fundo do oceano, e sem nota como a pauta de música sem notas!
In "Sonho", by Thinky
Umas palavras que saem de mim para alguém...

6 comentários:

Rafael Leopoldo disse...

Parece sempre o mesmo espanto, o mesmo erro, e parece nunca ser o mesmo.

Teresinha White Snow disse...

neste momento so tu e Deus te podem ajudar a saber o que sentes... eu nao o sei, pois nao te conheço ao vivo... mas pede a Deus ajuda, e espera vivamente que iras ter essa ajuda ;)

Vítor Mácula disse...

Alô, thinky girl!

Olha, é mesmo assim...

O coração é um lugar confuso.

Antes sofrer de amar, do que sofrer de não amar ;)

Sei lá... (Quem sabe?...)

Um grande beijo.

Sonhador Acordado disse...

Olá,

Deus vai-te ajudar a perceber o que se passa no teu coração, mesmo que isso demore tempo. Tem calma, não és a única a passar por sentimentos assim. Confia, as coisas hão de se tornar mais claras.

Fica bem,
Beijinhos

Imaginário disse...

Olá. Há quem diga que o verdadeiro amor, é o que tem intervalos de dor.
Apesar da dor,este teu texto é muito bonito.

julian r. disse...

buu :P